Negócios

Empresa cearense cria APP que facilita e intermedia diálogo entre cidadãos e o poder público

A ferramenta lançada recentemente em Brasília, intermedia o diálogo por meio da criação de canais de comunicação virtual direto com órgãos, unidades e instituições, permitindo a todos um acesso igualitário e transparente, por um meio de um contato simples.

O aplicativo criado por um grupo de cearenses inaugura um novo princípio de comunicação por parte dos poderes públicos, e é a única plataforma (além de nacional e sujeito à legislação brasileira) que reúne, num só ambiente, inúmeros canais de comunicação pública e virtual de diversas instituições. Cada instituição pode solicitar ao Comunicação Pública a criação de seu canal de comunicação virtual, de forma simples e prática, sem qualquer dificuldade técnica, e com a garantia de que não serão possíveis “canais fakes”, onde o administrador será o próprio órgão (e terá à sua disposição ferramenta de gestão dos dados de seu canal), que definirá suas finalidades e o personalizará.

Na prática, o cidadão poderá obter informaçõesdiversas ou realizar solicitações de onde estiver por meio de seu smartphone, de forma rápida e prática, sem precisar se deslocar, mas que além destes notórios benefícios, a utilização do app permite a eliminação de formalidades que oneram a administração pública, viabiliza a redução de custos com estrutura física, e possibilita que os servidores, ao invés de dedicarem maior parte do seu tempo à demanda de atendimento presencial ou por telefone, possam, com a objetividade da comunicação virtual, efetivamente contribuir para a celeridade e eficiência dos serviços.

Segundo Paulo Medeiro, Subsecretário de Inovação da Casa Civil, Brasília será a primeira cidade brasileira certificada pela ISO 37120, com conceito de cidade humana, sustentável e resiliente. Ainda de acordo com Paulo, o Governo do Distrito Federal assinou, em setembro de 2019, termo de cooperação técnica para uso do aplicativo, “para aprimorar a relação entre a população e o GDF, sempre com foco na melhoria da qualidade da gestão.

Por fim, a fundadora e CEO do Comunicação Publica, a cearense Marília Matos, pontua que “É inegável que estamos percorrendo um caminho sem volta e que a utilização de ferramentas tecnológicas que visem simplificar processos e desburocratizar o atendimento é uma necessidade. E o que falta não são recursos nem tão pouco se trata de dificuldade técnica, o que falta é a vontade política para transformar”, ressaltou a empresária.