Ivo Gomes (PDT), atual gestor, alega que os imóveis são de interesse do município na urbanização da cidade. Empresários rebatem e afirmam se tratar de perseguição a liberdade de imprensa.

Segundo apuramos, o que mais revolta os moradores do bairro Alto do Cristo, é que o gestor decidiu por conta própria e ditatorialmente, segundo denúncias, demolir o prédio das emissoras, sem nem se reunir e debater com os empresários proprietários e moradores do bairro, para saber como poderiam resolver o problema de forma pacifica.

Entramos em contato com assessoria de comunicação da prefeitura, na qual alega e miniminiza a polêmica, justificando a medida visando colocar em prática um projeto de urbanização na área.

Também entramos em contato com a ACERT ( Associação Cearense de Emissores de Rádio e Tv ) à respeito do assunto, até o fechamento da pauta ainda não obtivemos retorno.

O gestor também irá demolir casas de moradores que estão no bairro a décadas, segundo relato dos próprios moradores e Diário Oficial do município. Segundo Antônio César, morador da área há mais de 31 anos, ” isso também faz parte do plano, para que não fique muito escancarado que a ação é pura e simplesmente perseguição política”, desabafa o morador.

Ivo Gomes (PDT), também é irmão do presidenciável Ciro Gomes do PDT, e recentemente se envolveu em polêmicas, acusado e denunciado pelo Ministério Público Federal, de comprar votos durante as eleições de 2016, quando concorreu — e venceu — a disputa ao cargo de prefeito de Sobral. O TRE-CE absolveu o gestor e garantiu seu mandato.

Para o procurador regional eleitoral Anastácio Nóbrega Tahim Júnior, “não há dúvidas acerca da existência de provas suficientes contra o pedetista”, diz.

OBS: Segue em anexo cópia do Diário Oficial do Município de Sobral.

 

 

 

 

Notícias

Informação o tempo todo.