As obras que já se arrastam dentro dos mandatos de Roberto Cláudio (PDT), é um reflexo de, pelo menos, de cinco promessas não cumpridas pela Prefeitura.

Nova Avenida Aguanambi deveria ser entregue hoje, (31), ao custo de mais de 10 milhões. A finalização das obras de mobilidade urbana iniciadas há 3 anos e meio já foi adiada pela 5ª vez.

O financiamento havia sido aprovado pelo BID e autorizado pelo Senado, mas aguardava há aproximadamente um ano pelo aval do Ministério da Fazenda. A liberação ocorreu em dezembro, quando técnicos da Secretaria da Infraestrutura do Município (Seinf) já nem esperavam mais. O investimento é estimado em R$ 95 milhões.

As mudanças na Aguanambi são parte do corredor expresso que deve ligar o Terminal de Messejana ao Centro, ao Terminal do Papicu e ao Terminal do Antônio Bezerra, em interligação com faixas de ônibus das avenidas Domingos Olímpio, Antônio Sales e Bezerra de Menezes, via BR-116. Já há processos no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes para municipalizar parte da BR-116.

Como parte do mesmo projeto, em fevereiro deve começar a reforma do Terminal de Messejana, orçada em R$ 20 milhões. O projeto prevê ainda túnel na Domingos Olímpio, no cruzamento com Aguanambi. Porém, a intervenção não ocorrerá nesta etapa da obra.

Notícias

Informação o tempo todo.