Pelo terceiro fim de semana consecutivo, o movimento que nasceu para reivindicar a redução do preço dos combustíveis se manifestou em Paris e outras cidades da França.

Paris foi tomada por protestos dos ‘coletes amarelos’, sob os gritos “Macron, demissão”. O movimento dos “coletes amarelos”, que sacode a França, começou com um objetivo específico: forçar o governo de Emmanuel Macron a voltar atrás no absurdo aumento dos combustíveis. Diferente da França, aqui no Brasil os brasileiros continuam acomodados, desfilando em seus carros luxuosos e fazendo filas em postos, enquanto é escancaradamente assaltado à mão-armada diante das bombas de combustíveis.

Paris viu novamente as cenas de tensão que marcaram o protesto de 24 de novembro. A diferença, desta vez, era que as forças da ordem controlavam todos os acessos aos Champs Élysées. As lojas, exceto os restaurantes de comida rápida, cobriram as vitrines para protegê-las da destruição.

No Ceará, após uma série de denúncias feita pelo editorial da certo Revista Ceará no domingo, (25) passado, diversos Postos da capital tornaram a reduzir o preço da gasolina nas bombas para o consumidor final.

Notícias

Informação o tempo todo.