Presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio-CE) desde 2001, Gastão assumiu recentemente a presidência dos conselhos do Sesc e do Senac do Rio de Janeiro.

O cearense, que assumiu o lugar de Orlando Diniz na Fecomércio do Rio, cuidará do caixa de R$ 8 bilhões.

Seu companheiro de chapa é José Roberto Tadros, investigado pelo TCU. Após a prisão de Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio do Rio, ganha força na eleição para o comando da Confederação Nacional do Comércio (CNC) o nome de Luiz Gastão Bittencourt , da Fecomércio do Ceará.

Seu concorrente Roberto Tadros é alvo de várias investigações no TCU. Numa delas, a área técnica acusa o dirigente de autorizar pagamentos a fornecedores sem a prestação do serviço e determinou o ressarcimento de R$ 1,6 milhões. Ele também é acusado de nepotismo.

Caso seja eleito para a CNC, Luiz Gastão terá o controle do Sesc/Senac Nacional. O Sistema S como um todo (Sesc, Senac, Sesi, Senai, Senar e Sebrae) possui orçamento de R$ 20,5 bilhões.

 

 

 

 

Notícias

Informação o tempo todo.