Joesley Batista da JBS, traz novos documentos que comprovam acertos criminosos de propinas com vários políticos e seus operadores financeiros.

Ex-governador do Ceará Cid Gomes é um dos acusados pelos irmãos Joesley e Wesley de receber mais de R$ 20 milhões em propinas. No caso de Cid, o dinheiro teria sido recebido pelo político como doação eleitoral. Ainda segundo os irmãos, há documentos que comprovam as suspeitas de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

Desde que o caso veio à tona, ainda na fase inicial do acordo de delação com a JBS, Cid disse que as acusações era mentirosas e anunciou ação judicial contra os delatores. Os irmãos afirmam que Cid havia recebido R$ 24,5 milhões em propinas nos anos de 2010 e 2104, por meio de doações oficiais e notas frias. Joesley ainda teria uma planilha para apresentar, detalhando os pagamentos a políticos indicados por Cid, que atualmente é pré-candidato ao Senado.

Notícias

Informação o tempo todo.