General Theophilo, que disputou o Governo do Ceará pelo PSDB, deverá ser o único nordestino na equipe de Moro na Justiça.

Após reatar uma nova aliança política com os irmãos Cid e Ciro, o tucano Tasso Jereissati (PSDB) se define como oposição ao governo de Jair Bolsonaro (PSL) e avança na articulação em torno de seu nome para presidir o Senado Federal no lugar de Eunicio Oliveira (MDB).

Na contra-mão de Tasso, e constrangido após aliança, General Theóphilo saiu do PSDB-CE e irá integrar a futura equipe do governo de Jair Bolsonaro. “Essa minha campanha aqui me deu muita experiência política. Não, não, me filio a partido nenhum mais. Só mesmo trabalharei na segurança”, adiantou Theophilo, que deverá ser o único nordestino na equipe de Sérgio Moro no ministério da Justiça. General não adiantou qual cargo ocupará, mas lembrou que, no grupo do presidente eleito, estão vários “amigos meus de patente que, inclusive, fizeram cursos comigo”.

Theophilo deve, no entanto, ocupar uma função na equipe do ex-juiz federal Sergio Moro, já indicado para o futuro Ministério da Justiça e Segurança Pública.

 

Notícias

Informação o tempo todo.