Furacão Irma arrasa ilhas do Caribe e causa desocupação da orla em Miami

Irma causou um efeito brutal nas ilhas que atingiu em cheio, embora com um número relativamente pequeno de mortos. A diminuta ilha de Barbuda (1.700 habitantes) ficou “absolutamente devastada”, e 9 em cada 10 moradias estão danificadas, segundo as autoridades. Uma pessoa morreu nessa ilha, que ficou quase inabitável depois do impacto do maior furacão da história do oceano Atlântico. O panorama de Barbuda em um sobrevoo é o de uma terra arrasada, segundo relato da agência Reuters.

Com Barbuda destroçada, o furacão, de um tamanho comparável ao da Colômbia, investiu contra as ilhas de St. Martin e St. Barts, que também ficaram como um campo de batalha: sem água potável, sem eletricidade e com 70% das casas destruídas. Na franco-holandesa St. Martin, pelo menos oito pessoas morreram e 21 ficaram feridas. Uma vítima foi registrada também em St. Barts, possessão francesa.

Notícias

Informação o tempo todo.