Em resumo, quem quiser ir de Haddad, que vá; quem preferir o capitão, o.k. também.

A onda Bolsonaro parece arrastar tudo que encontra pela frente, afirmam analistas políticos. Depois do candidato pelo PROS Eduardo Girão anunciar apoio ao militar, agora foi a vez do presidente do Senado Federal Eunicio Oliveira (MDB)  liberar apoio a Bolsonaro.

Na reta final da campanha, Eunício liberou seu grupo político para apoiar Jair Bolsonaro no Ceará. O presidente do Senado, que aparece em segundo lugar nas intenções de votos ao senado, tenta se reeleger no Ceará e já tinha anteriormente anunciado apoio ao candidato fantoche de Lula, Fernando Haddad (PT).

Notícias

Informação o tempo todo.