PDT e Ciro ainda não anunciaram o apoio, apesar de uma parte do partido já defender abertamente o apoio.

Após perder mais uma eleição ao Palácio do Planalto, ganhando apenas no Ceará, seu Estado, mais uma vez o ex-candidato Ciro Gomes (PDT) voltará atrás e deverá declarar que apoiará o (PT) na corrida presidencial no 2º turno. PDT e Ciro ainda não anunciaram o apoio, apesar de uma parte do partido já defender abertamente o apoio, maquiando e justificando um possível ‘apoio crítico’ ao candidato petista.

O candidato do PT à Presidência nas eleições, Fernando Hadda, fez um aceno na tarde desta terça-feira, 9, a Ciro Gomes (PDT) que obteve 13,3 milhões de votos no primeiro turno da eleição presidencial e terminou a disputa na terceira colocação.

Para Haddad, os programas do PT e de Ciro estão muito afinados. “As diretrizes são as mesmas. Não há incompatibilidade entre nossos programas. Nós defendemos a soberania popular, nacional, e eles também. Não há muita dificuldade em dar um passo adiante”, afirmou o petista, após reunião com governadores do Nordeste.

PDT e Ciro ainda não anunciaram o apoio a nenhum dos dois candidatos que disputarão o segundo turno, apesar de uma parte do partido democrático defender um ‘apoio crítico’ ao candidato petista.

Notícias

Informação o tempo todo.