Bolsonaro registrou um expressivo aumento de 7,3 pontos percentuais em relação ao último levantamento feito pelo instituto, enquanto Haddad caiu 3,7 pontos percentuais. 

Pesquisa CNT/MDA divulgada no final da manhã deste sábado (6) mostrou que, se a eleição fosse hoje, haveria segundo turno para a eleição presidencial, com a disputa ocorrendo entre Jair Bolsonaro (PSL), citado por 36,7% (42,6% dos votos válidos), e Fernando Haddad (PT), citado por 24,0% (27,8% dos votos válidos).

  • Jair Bolsonaro manteve a liderança em 15 estados e no DF. No Tocantins, ele e Fernando Haddad estão empatados tecnicamente. O candidato do PSL supera 50% dos votos válidos no Acre (60%), Mato Grosso (51%), Rondônia (55%), Roraima (60%) e Santa Catarina (55%).
  • Fernando Haddad lidera em sete estados, todos do Nordeste. Ele passa a liderar em Alagoas, mas empata tecnicamente com Bolsonaro na Paraíba. Haddad supera 50% dos votos válidos no Maranhão (52%) e Piauí (54%).
  • Ciro Gomes lidera no Ceará.
  • Geraldo Alckmin ainda tem melhor desempenho em São Paulo (16% das intenções de voto totais no estado), onde só está atrás de Jair Bolsonaro e empata tecnicamente com Fernando Haddad, segundo pesquisa divulgada no estado em 03/10.
  • Entre os 12 estados com pesquisas divulgadas em 3 e 4 de outubro, a maior queda de Marina Silva foi no Amapá (7 pontos percentuais). A candidata da Rede oscilou negativamente em todos os outros estados.

Notícias

Informação o tempo todo.