Após Igreja Testemunhas de Jeová negar financiar advogados, agora foi a vez da Igreja do Evangelho Quadrangular negar custear despesas com os 4 advogados do criminoso.

O departamento jurídico das Testemunhas de Jeová avalia ingressar hoje na Justiça contra o criminalista Zanone Oliveira Junior por ter declarado que foi contratado para defender o agressor de Jair Bolsonaro por uma pessoa ligada à igreja, informa a Coluna do Estadão.

A avaliação é que o advogado envolveu a imagem da igreja no episódio para ajudar a estigmatizar seu cliente ainda mais.

O pastor Antônio Levi de Carvalho, da Igreja do Evangelho Quadrangular em Montes Claros, também negou que esteja custeando os gastos com os advogados de Adélio Bispo de Oliveira, autor do atentado contra Jair Bolsonaro.

Ele disse:

“A igreja não reconhece o senhor Adélio como membro. A igreja não pagou absolutamente nada de custas processuais dos advogados do senhor Adélio.”

E completou:

“Conhecemos a realidade da nossa cidade, que é difícil. Quem aqui teria dinheiro para contratar advogados de um calibre desse?”

Notícias

Informação o tempo todo.